terça-feira, 16 de novembro de 2010

Gratidão, meu bebê!



Hoje completo 14 semanas de gravidez. As mudanças no corpo, os quilos a mais, as oscilações hormonais começam a se intensificar. Porém, tudo isso me faz feliz, pois estou consciente de que essas modificações todas fazem parte do processo. E tudo é processo, não é?

Muitas coisas têm mudado. Tenho tido muitos insights, acho que estar grávida faz aflorar ainda mais nossa essência feminina, a loba que existe dentro de cada uma de nós.
Estava, por exemplo, pensando que não é por nada que, segundo reza a lenda, foi uma loba que adotou e amamentou Romolo e Remo, fundadores de Roma. Segundo Clarissa Pinkola Estés, em Mulheres que correm com os lobos (leia mais aqui), a mulher saudável se parece muito com um lobo: guardiã de seu território, intuitiva, leal e embebida da força da vida.
Eu acrescento que a mulher saudável e grávida se assemelha mais ainda, pois esse animal sintetiza a força que tem uma mulher que vivencia com consciência sua maternidade, detendo a energia maternal em sua vibração mais positiva.

Carregando meu bebê em meu ventre sinto-me muito poderosa, portadora de algum poder especial, sabedora de um segredo a poucos revelado. Estou por dentro do mistério da vida, estou mais próxima do Sagrado.

Amo meu corpo grávido, meu ventre que se adequa dia a dia ao crescimento de um ser com um corpo tão novo, mas com uma alma já tão madura, segundo o que acredito.
O sentimento que predomina hoje em meu coração é Gratidão. Gratidão, meu bebê! Tu, sendo um ser ainda tão pequeno, já me ensinaste tanta coisa...
E sabe o que é melhor?
Isso é só o começo.

Imagem: Pacha Mama ou Mãe Terra - Deusa andina da fertilidade e da terra. Aquela que nutre, protege e sustenta todos os seres.

5 comentários:

  1. Fiquei até emocionada com suas palavras! Muito lindo o que nois estamos passsando Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Pois é Aline! Por isso é tãaao bom estar grávida, né? Eu me sentia assim também. E tem que aproveitar muito mesmo, pois apesar da ansiedade, passa tão rápido. Tudo que é bom dura pouco, hehe. Meu pequeno agora tem 3 aninhos e lembro com muito carinho e saudade dos dias de gestante. Com certeza, a gente muda pra sempre!

    ResponderExcluir
  3. Endosso tudo o que dizes neste inspieradissimo post, concordo que grávidas ficam muito próximo do Sagrado. É realmente momento de riqueza única e sinto que estás vivendo plenamente.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, me emocionei também! Beijos nos dois! :-)

    ResponderExcluir
  5. Aline! Ler este teu post me encheu de ternura. Senti o AMOR, o amor que sente por este bebê, que se extende na tua escrita e que chega até nós, aqui do outro lado do monitor. Obrigada pela paz que tomou meu coração agora.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o Caraminholas! Fico muito contente em saber sua opinião.