terça-feira, 6 de abril de 2010

Você já é boa o suficiente... Não falta nada, não



 Falta de tempo pra escrever, mas achando coisas bem legais aqui e ali... Então, dentro do espírito copiar-e-colar, resolvi postar aqui este texto que li agorinha mesmo e achei ótimo.

Deixe-me contar um segredo. É algo que as empresas de cosméticos não querem que você saiba, que vendedores de loja esperam que você nunca descubra e a indústria das dietas acham que você nunca vai acreditar. Mais eu vou dizer de qualquer maneira:
Não há nada de errado com você.
Você é linda, gloriosa e se assemelha a uma deusa neste momento, hoje, assim como você é.
Você não precisa de uma camada de maquiagem, cintas modeladoras, saltos plataforma altíssimos. Você não precisa de botox, programas de emagrecimento em 30 dias ou tonalizante para cobrir seus cabelos brancos. Você não precisa de sapatos de grife como Louboutins ou um esmalte de uma determinada cor como cinza acastanhado, ou qualquer outra tendência que vai estar na moda nos próximos sete segundos.
Se você QUISER alguma destas coisas, vá atrás delas. Todo ser humano consciente pode fazer escolhas. Mas você é uma pessoa completa e inegavelmente bela sem elas.
Dizem que  Eleanor Roosevelt foi a autora desta frase: " Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento".  E por que você consentiria uma coisa destas?
Sim, existem forças maiores que nós operando a nossa volta e pode ser difícil lembrar de nos amarmos frente à todo este discurso de ódio ao corpo.
E sim, a definição do que é beleza precisa ser revista para incluir uma real diversidade. E sim, seria mais fácil acreditar que não há nada errado conosco se as pessoas parassem de dizer isso nos apontar todos os nossos indesculpáveis "defeitos".
Mas crenças são escolhas. Então escolha lutar com mais força.
Comece com você mesma em relação à modificar padrões de beleza. Treine a si mesma para avaliar as mensagens sobre corpo e descartar as que você considera que não se aplicam, que não são válidas.
Assuma a responsabilidade sobre como você se sente sobre si mesma. A palavra autoimagem não tem este nome por acaso. AUTO está no centro. Tudo que você puder fazer pelos outros é incrível, maravilhoso, superior. Mas esta batalha começa em casa, dentro da sua cabeça. E você tem o poder de aceitar ou negar as mensagens que estão querendo se infiltrar nesta sua linda cabeça.
Você acreditava na fada dos dentes e em Papai Noel. Você acreditava que seus pais não eram pessoas, que eles eram Pais e que regras de pessoas normais não se aplicavam à eles. Você acreditou que eu coração estava destruído para sempre e que você nunca mais amaria ninguém. Mas você aprendeu, você cresceu e suas crenças se modificaram com você.
É hora se superar a crença de que nós somos por algum motivo inferiores porque não temos uma determinada aparência, usamos determinadas coisas, vivemos uma determinado tipo de vida. É hora de rir quando uma revista nos diz que precisamos ter um corpo mais firme e mais magro, não importando o quanto firmes e magras nós talvez já sejamos. É hora de focar em nós mesmas, como somos, ao invés de como outras pessoas acham que deveríamos ser.
Porque o segredo foi libertado: Não há nada de errado conosco. Nada, nadinha.

Do site Already Pretty. Tradução de Papu Morgado.

Interessante também assistir a este vídeo da Campanha pela Real Beleza Dove. Apesar de ser produzida e veiculada por uma empresa como a Unilever, que não está fazendo isso por ser boazinha e sim por ser oportunista pra caramba, penso que esta campanha ajudou as mulheres, ao menos um pouquinho, a refletirem a respeito desta loucura que é a busca por um corpo perfeito e irreal.
O vídeo diz: "Converse com sua filha, antes que a indústria da beleza o faça". 




Amem-se, meninas! Celebrem a si mesmas! Viva a diversidade!

Créditos da imagem:  Campanha Dove pela Real Beleza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o Caraminholas! Fico muito contente em saber sua opinião.