terça-feira, 16 de março de 2010

Mente quieta, espinha ereta e coração tranquilo


Desde de 2004 incorporei a prática da meditação à minha vida, e, ainda que eu não seja lá muito  disciplinada, tento meditar com certa frequência, pois já pude perceber a diferença que isso faz pra mim.
Em tempos de agitação, de barulho excessivo, de competição e de corridas contra o relógio, nada melhor do que parar tudo alguns minutos para silenciar os pensamentos e olhar pra dentro da gente.
"E meditar sobre o quê?", me perguntam alguns. Pois é... Nós ocidentais temos esta visão equivocada de que meditar significa refletir. Contudo, a meditação da qual estou falando, esta que cura, que acalma a mente e que nos torna seres mais felizes e realizados, não se trata de pensamentos e reflexões, e sim de esvaziar a mente (ou, pelo menos, tentar fazê-lo).
Além de desenvolver calma, paciência e bom humor, quem medita ganha em saúde, já que a meditação atua diretamente sobre o estresse através do estímulo da produção de endorfina (um tranquilizante e analgésico natural). Quem medita também aprende a observar as dificuldades da vida com mais objetividade, já que na prática aprendemos a desenvolver nosso "observador interior", e a se preocupar menos, já que desenvolvemos o foco no "aqui e agora".

Então, escolha um lugar tranquilo e tente relaxar o corpo. Inspire e expire profundamente. Existem vários tipos de meditação, porém vou falar aqui da que estou mais habituada a praticar, predominantemente baseada na prática hinduísta:

1. Sente-se em uma cadeira, com a coluna alinhada e pés bem apoiados no solo. Se preferir sentar no chão, fique com as pernas cruzadas, em posição de lótus.
2. Deixe a respiração bem tranqüila, os olhos abertos (eu mantenho-os fechados, prefiro assim) e pense: "Eu focalizo a atenção no que está acontecendo em meu mundo interior".
3. Perceba que muitos pensamentos passam pela mente e que você tem o poder de escolher os melhores e dispensar os ruins. Pense: "Eu escolho o pensamento de paz".
4. Visualize um ponto de luz no centro da testa, entre as sobrancelhas. Pense: "Sinto que sou um ser de luz e paz".
5. Preste atenção em como sua mente está calma e saboreie esse momento. Pense: "Deus também é um ponto de luz. Sinto a paz e o amor Dele chegando a mim. Absorvo essa paz e irradio-a para o mundo".
6. Fique alguns momentos apreciando a experiência e volte lentamente sua atenção para o que está a sua volta.

Já que o mais difícil é começar, indico aqui um site de Meditação On-line muito legal. Dá pra meditar um pouquinho entre uma atividade e outra, na frente do PC, pra começar.
Tem também estas matérias bem explicativas das revistas Vida Simples e Bons Fluídos.

Bem, por hoje era isso, pessoas queridas!


Namastê!

Fonte: Bons Fluídos - Meditação: Um guia dessa prática milenar que traz serenidade em tempos de estresse. Editora Abril, n. 60.

4 comentários:

  1. Adorei, este petit manual para meditar, simples faz a gente ter vontade de meditar! obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Eu quero meditar!!!! Só não sei que horas...

    ResponderExcluir
  3. Então vamos meditar, meninas!
    Só uns minutinhos por dia já fazem diferença...
    Obrigada pela visita! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Vou tentar, tô precisando muito! Bjs da prima stressadinha rsrs

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o Caraminholas! Fico muito contente em saber sua opinião.